Presidente do ISIC/Vita Derm marca presença no Congresso Mundial ISBS, em San Diego, Estados Unidos

 

Dr. Marcelo Schulman apresenta o resumo de um trabalho para a reestruturação da pele na Quarta Idade com o creme emoliente e umectante desenvolvido pela Vita Derm, o Ultradeslizante, da Linha Body Shape

Em San Diego, uma das mais belas cidades da Califórnia, foi realizado o Congresso Mundial da Sociedade de Bioengenharia e Imagem da Pele, o ISBS (The International Society for Bioengineering of the Skin), de 01 a 04 de maio, no Hotel Kimpton Solamar.

/files/arquivos/2-NO-MUNDO-Bio-eng-c-EUA.png

Foto: Dr. Marcelo Schulman, ( esquerda) e  Prof. Dr. Hassan Zahouani, de Lyon, França. PhD. in Engineering Science at Besançon University e Presidente da Sociedade Francesa de Bioengenharia Cutânea. O Francês também esteve em congresso da Vita derm na Estética In São Paulo, no mês anterior.

O evento recebeu m grupo de pesquisadores internacionais, do qual o Dr. Marcelo Schulman, Farmacêutico e Master em Dermofarmácia e Cosmetologia, Presidente do ISIC e da Vita Derm, faz parte. O Dr. Marcelo Schulman apresentou o resumo de um trabalho intitulado: “Integridade da pele debilitada e perilesionada e integridade do tecido prejudicada relacionada à alteração da circulação em pacientes com úlceras vasculogênicas”.

Para esse trabalho, a Vita Derm desenvolveu um cosmético, o Creme Ultradeslizante,  da Linha Biody Shape para a pele da 4ª Idade se manter íntegra, harmoniosa, fechada, hidratada e sadia, pois a pele das pessoas idosas, acima dos 80 anos, é mais fina, branca, ressecada, desvitalizada, possui pouca oleosidade na superfície, além de apresentar manchas, escamas e escaras, o que se comprova com o passar dos anos.

/files/arquivos/Creme-Ultradeslizante-Massagem-1kg-Body-shape.jpg

 

“Investimos no desenvolvimento do Creme Ultradeslizante para tratar a pele do idoso há quase quatro anos e decidimos apresentar esse trabalho no Congresso Mundial, em San Diego, e ele foi classificado”, afirma o Dr. Marcelo Schulman.

É importante destacar que esse estudo nasceu com o Professor Givanildo Carneiro Benício, da Universidade Maurício de Nassau (Uninassau), Fortaleza –CE, que desenvolveu todo o trabalho científico e coube à Vita Derm com o apoio do ISIC desenvolver o produto cosmético, que foi aplicado com sucesso.

“Quero agradecer também à nossa clínica, ao nosso Centro de Aplicação através da Professora Consuelo Simão, de Fortaleza, que juntamente com o Professor Givanildo e com as suas profissionais utilizaram o Creme Ultradeslizante e verificamos o excelente resultado do produto”, diz o Presidente da Vita Derm. E acrescenta que esse é o primeiro passo da pesquisa, porque ela ainda vai se estender. Há muito o que se pesquisar.

Cuidado Profilático

Muitas pessoas não sabem como tratar a pele da Idade, quando ela está debilitada e tem perilesões, ou seja, pequenos machucados superficiais. E com o Creme Ultradeslizante, da Vita Derm, se reestrutura essa pele, já que trata-se de um emoliente e umectante que restitui e preserva a integridade da barreira cutânea, mantendo a pele fechada, evitando assim a invasão de bactérias e microorganismos, que entre outros fatores, pode levar à morte.

“Tratar a pele na Quarta Idade não é apenas uma preocupação estética ou de embelezamento e sim um cuidado profilático, visto que o sistema imunológico de uma pessoa idosa com 80 anos ou mais é muito vulnerável, propiciando a entrada de qualquer bactéria, podendo levar a óbito”, ressalta o Presidente da Vita Derm.

Para o Dr. Marcelo Schulman, esse congresso é fantástico, uma vez que a Vita Derm trabalha com a Bioengenharia Cutânea, ou seja, a comprovação por dispositivos de imagem, que permitem avaliar a evolução e a reação da pele, de como ela está e, após a aplicação do produto cosmético, como ela fica, aliando a fórmula estética à cosmética.

Portanto, o Congresso está com muitas novidades e o estudo da Vita Derm promete ser sucesso.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Assine nossa newsletter

E receba promoções e ofertas exclusivas

keyboard_arrow_up